quarta-feira, 19 de novembro de 2008

POESIA EM LÍRIOS

Os lírios espreitavam do alto a entrada dos noivos. Suspensos no ar como muitas vezes ficam nossos sonhos: a centímetros das mãos...basta um pouco de esforço e os pegamos. Lírios espalhando belezas brancas em meio as rosas das mesas.

A felicidade surgiu no salão de mãos dadas.A renda da mãe desenhou o vestido com simplicidade, elegância e beleza, dando mais um toque de amor ao já afetuoso instante. Brotavam ainda dos cabelos, singelamente penteados, pequenas flores...e a primavera se fez ali, naquele instante, naquele espaço. Tudo, portanto, um jardim bem cuidado, como diria Quintana. As borboletas, com certeza, estavam presentes, mas não as vimos; brincavam de serem invisíveis para serem apenas sentidas. E, creio, foram, pois frequentemente o noivo as acariciavam com um lenço. Todos pensavam que estivesse chorando, mas não, eram as borboletas a lhe escorregarem dos olhos.

Um casamento, uma união proclamada por uma amiga e assistida por vários.

Dias atrás, eu ousei perguntar à noiva: e a poesia? Terá lugar para ela? Ela respondeu com uma pergunta: Poesia? Hoje percebo a bobagem que fiz, pois não se precisa falar de poesia para quem já a vive. De fato, como diz o Vates e Violas, "nem tudo o que se lê, está escrito". Mas se ousamos usar palavras...:

Sim, poesia.
É o que acontece no roçar das mãos
É o que vibra com o toque das taças
É o que cheiramos na presença das flores

Poesia é libertar-se, prendendo-se ainda mais
Compartilhar emoções
Anunciá-las
Ou apenas senti-las
Tanto faz

Poesia porque falar só...
É ponderável
É quase como criança
Mostrando a aliança
Tão amorosamente escolhida e sonhada
É estar entre os iguais
Lembrando e construindo
Sonhos benfazejos

É poder abraçar os amigos
Escutando um 'eu te amo' em meio ao barulho de aplausos
É conter o choro para deixar falar
Uma amiga
É desabar em lágrimas nas felicitações
Ou contê-las, temendo não resistir

É olhar pro alto
Vendo estrelas
No lugar de lírios

Poesia é dizer um sim
E escutar um também

9 comentários:

Marina disse...

Sempre me emociono com casamentos. Só não sei ao certo por quê. Às vezes, acho que é porque lembro que a vida está passando, pois o casamento é a celebração do início de mais uma etapa na vida. Não sei, apenas torço para que aquele sonho não seja em vão; que se acabe na primeira desavença.

Abraço! Lindo texto, Magna!

carol disse...

Magna,

Acho que ficamos todas emocionadas com o casamento de nossa amiga. Realmente é um momento sublime e cheio de emoção para mais um início em nossas vidas.
Bjo
Carol

Anônimo disse...

Magna,
Adorei, principalmente por poder ter compartilhado esses momentos de emoção e beleza.
Bjs! Cidinha

Anônimo disse...

Estamos em Buenos Aires e recebemos mais um presente, o carinho das palavras de nossa amiga. Dessa vez controlamos as lágrimas porque estávamos numa telefonica, mas a emocao tomou conta de nós. Magninha, mais uma vez, obrigada por tudo, especialmente por voce existir e ter cruzado o meu caminho. Os dias ficaram mais lindos ao teu lado.
Ah! A lua de mel tá m a r a v i l h o s a!!!
Beijos enormes e até a volta,
Ana e Amaury

Marina disse...

Lembrei de você há uns dias... Foi porque Candice terminou escrevendo uma carta no Palavras de Papel e eu lembrei do seu comentário. Será que você vai gostar?

Abraço!

Marina disse...

Que nada, Magna. É legal quando outras pessoas participam das histórias. Afinal, você deve saber, a gente está escrevendo para outras pessoas e sempre é bom quando temos um retorno. Fiquei contente que você tenha gostado do blog.

Abraço!

Anônimo disse...

Imagino a felicidade que expirou a escrever tão belo texto. Acho pela sua sensibilidade, talvez o mais bem escrito. Parabens aos noivos e vida loga ao amor e aos seus textos.
Halano.

Marina disse...

Magna, é só uma brincadeira mesmo. O blosque.com, um blog de ajuda sobre blogs, propôs um desafio em que você tem que cumprir tarefas durante 21 dias. A tarefa de ontem, arrumar o blog, era com a intenção de deixar o blog menos poluído e foi o que eu fiz lá. Não é tão complicado. hehe

Beijos!

Anônimo disse...

Lindo mesmo!... Poesia em Lírios, só mesmo a nossa poetisa para registrar tamanho encanto. Com direito a quebra de taças e tudo, amei estar presente neste grande dia.
beijos
Auridan