quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NOÉ FEIRANTE*

Seu nome é Noé
Já não precisa de mulas, barcos, nem dilúvio

Seu ajuste é com os caibos que alinha dia-a-dia

Na barraca itinerante

Persegue o sol que acorda nas manhãs

Adoça a vida com fruta e açúcar

Escuta os ruídos do mundo com ouvidos viajantes

Ele é Noé

Seu tabuleiro hoje reúne doces gêmeos...

Provas de um mundo fecundado

E ainda consegue se equilibrar com seu boné de gigante


Sim, ele é Noé!



Magna Santos


*A publicação da foto do Sr. Noé foi gentilmente autorizada pelo conterrâneo Pachelly Jamacaru, cujo blog é um rico sortimento de beleza. Obrigada, mais uma vez, amigo.

12 comentários:

Pachelly Jamacaru disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pachelly Jamacaru disse...

Poucas pessoas assinam tão bem fotopoesias qual você Magna! Poucas.

Uma bela parceria! Reunião de "Doces gêmeos" legal isso!

Abração

Magna Santos disse...

Ô, Pachelly, amigo que nunca vi pessoalmente e que é sempre tão generoso comigo. Muito obrigada.
Fiquei muito feliz de poder escrever algo sobre este senhor que também não conheço, mas parece que sim, graças a ti. Tua foto e as poucas palavras que deixaste no teu blog sobre ele, são ricas demais. Seu Noé tem o jeito do nosso povo...chego a sentir o cheiro dele, misturado com os buritis.
Estava sentindo falta da nossa parceria, que também pode ser entendida como carona minha nas tuas lentes.

Beijão.
Magna

Arsenio disse...

Magna, devorei o poema, e fraternalmente mando-lhe um beijo.
Valeu.

Magna Santos disse...

Pois bem, devorador de poesia, não sei se foi do teu agrado, mas fico contente de ter contribuído com o teu paladar, de alguma forma.
Fique com Deus!
Beijão.
Magna

Arsenio disse...

Mas se foi do meu agrado... é claro que foi. Senão, iria embora, em silêncio, ora, ora!
Que Deus conitnue te iluminando.
bjão

Borboleta disse...

Magna! Lindas palavras associadas a uma linda foto. Combinação perfeita! beijos!

Magna Santos disse...

Então tá certo, Arsênio. Que bom que gostou dos doces de Seu Noé. Ao menos, desta vez, devoraste buritis e doces de leite. (Viste o comentário que coloquei a teu respeito no Estuário? Trate de nos mostrar o diário de Sama)

Borboleta, Pachelly, como te disse, nos dá uma variedade maravilhosa. No último dia 09 ele publicou outra lindíssima.

Beijos.
Magna

Arsenio disse...

Magna, Sama achou o diário... ehehehehehe...
Estava no carro de um amigo dele.
Eu disse a ele que só pode beber quem aguenta... Ele não aguenta o tranco pra tomar umas e outras. Fica logo anuviado ou bicadíssimo mesmo... eheehe

Na última sexta, encontrei-me com ele para um rápido bate papo no café da cultura e vi o diário.

bjos

Magna Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magna Santos disse...

Que maldade, Arsênio, então ele já achou e não avisou nada? Deve ter gente fazendo promessa, apelando para todos os santos, ou então, indo em busca pessoalmente do tal diário, estes resta saber com que intenção, porque o que Sama conseguiu fazer foi uma bela propaganda do diário...eu mesma fiquei curiosíssima.

Ah, se eu adivinho que vocês estariam na Cultura...teria matado dois coelhos com uma cajadada só.
Beijos.
Magna

Arsenio disse...

E lá na Cultura tu irias ver o Diário, com a caligrafia que mais parece escrita em hieróglifos do nosso Sama.

Oportunidades surgirão, certamente.
bjão pra tu e bom começo de semana.