sábado, 13 de agosto de 2011

GUGUI

Perguntei a ele sobre poesia
Respondeu
Sobre metafísica
Outra resposta
Endereço de bares, cafés, happy hour...
Forneceu
Teorizou
Ah, gugui, tu sabes demais!

Mas Puxinanã é um perigo perguntar ao Gugui
Complicado demais
Pai dos analfabetos virtuais
Ancestrais da ignorância
Tu não sabes de tudo, Gugui

Outro dia, digitei um poema inteiro para atinar onde estaria
Ele mexeu, remexeu
Nada respondeu.
Desconfio que ainda averigua

Só queria dizer, assim, simplesmente, que encontrar amigos nem sempre é conseguido
Às vezes é complicado
A gente também mexe, remexe e nada responde

Reconhecê-los?
Às vezes trava e a memória da obediência arrisca:
Melhor apelar aos antigos

Ontem, Gugui acertou
O riso venceu
O abraço vicejou
A emoção aflorou
A dúvida morreu

Num pedaço da Argentina, conhecemos
Quanto as palavras valem a pena
(Que nem é tanta pena assim)
Um bebe para a coragem chegar
Uma a cria no divã
Outra, na cidade, rodopia um dia inteiro
Outros, meramente, chegam

E assim se desenhou nossa noite
E se pintou de três cores:
A preta foi iluminada com lanternas e velas
A vermelha consumida com bebidas astrais
A branca...
Ah, a branca...
A branca foram dos papéis
E do branco do olho de cada um.


Especialmente, para meus queridíssimos Geó, Dimas, Fabiana e Valda.
Para Lena, Ducaldo e Edjane por nos aturar a alegria incontida, graças a Deus.



Magna Santos

14 comentários:

Aivlis Sego disse...

que lindezaaaa! que prazer ter vindo aqui hoje!!!

Magna Santos disse...

Eita, Silvinha, pois saiba que ontem falamos sobre tuas lindezas, aquelas que escreves, como quem não quer nada...
Beijos!
Magna

Josias de Paula Jr disse...

Magana, perfeita descrição. Num "pedaço da Argentina" nós todos e mais fernando Sabino, Patativa do Assaré, Mauro Faustino, Chico Buarque... Foi muito numa noite: amizade, palavras, abraços afeto, festa. O bom da vida!
Ótimo de conhecer.
Um beijo.

ps: E à coragem sobreveio a ressaca...

Magna Santos disse...

Ah, Geó, vou te falar o que disse a Patativa: "acho que estou viciada no senhor". É isto, estou viciada. Não sei mais viver sem. Tantas músicas me passam pela cabeça...Gil ontem me castigou, Ednardo, Bechior...
Também fiquei de ressaca, mas não tem "engov" que dê jeito.
Por favor, vamos à próxima!
Beijão!
Magna

Canto da Boca disse...

"Maga", tu e o Josias disseram tudo!

Eu fico aqui lendo, sentindo, lembrando e o riso na boca se instalando, porque a atmosfera amiga e poética se deu porque assim quisemos, fomos nós, o tempo todo que fizemos a diferença. Uma alegria imensa saber que estou nesse grupo de resistência, nessa resitência.

Um beijo grande, grandão!

p.s.
eu também detestei aquela música sobre a morte que o gil cantou, estava tão impregnada por vida, que nem curti!

;))

Luna Freire disse...

E eu agora RECEBO NOVO PRESENTE com estas coisas lindas que cada um de nós vai escrevendo sobre este encontro!!! QUERO MAIS!!!

Magna Santos disse...

Boca e Fabiana, agora são risos e lágrimas, tudo misturado, como nós mesmos somos, desde que a esta Terra chegamos. Misturados.
Quero mais, gente, muito mais! Quando, onde? Viciei. Já estou sonhando com boa música, a gente cantando e poetando.
Beijos!
Magna

Dimas Lins disse...

Magna, magnânima, nos versos, nas frases, nas palavras ditas e nas palavras estampadas.

Foste o início de tudo, da ideia, do encontro, da alegria estampada em cada rosto.

Juntaram-se as nossas palavras, outras tão nossas que não saíram da gente.

Uma beleza de encontro que precisa ser repetida. Sempre.

Dimas

Magna Santos disse...

Eita, Dimas, falaste tudo: "Juntaram-se as nossas palavras, outras tão nossas que não saíram da gente."
É isso mesmo.
Mas, esta ideia não começou de mim não, você sempre deu a ideia de agregar, movimentar ciranda e coisa e tal. Ideia, afinal, própria do teu espírito generoso e fraterno. E fazendo justiça, Geó foi quem tomou a iniciativa de enviar-nos email. Pronto, a ciranda se fez e como foi bom! Como é.
Abração, meu amigo.
Magna

Dois Rios disse...

Cabe mais uma nessa ciranda, querida Magna! Vondade da peste de fazer parte dessa roda. Quem sabe!

Beijo,

I.

Magna Santos disse...

Claro que cabe, Inês! Seria muito muito legal tê-la conosco.
Você ía adorar todo mundo.
Eles são muito melhores do que a escrita e olhe que eles escrevem pra caramba. Todos eles.
Quem sabe você não vem um dia desses aqui em Recife. Vindo, dê notícias. Organizamos um sarau urgente só por tua causa.
Beijão bem grandão!
Magna

A.S. disse...

O meu beijo e o meu carinho...

AL

Poeta Carlos Maia disse...

Magna, só agora recebi meu pc da assistência técnica, obrigado atrasado pela lembrança do meu aniversário. Acho que é possível sim a gente fazer o sarau, você topa?

Grande Abraço!

Magna Santos disse...

A.S, obrigada.

Carlos, obrigada pela tua presença. Bom, se topo? Estarei sempre disponível a escutar os grandes poetas. Domingos está também interessado em promover este momento. Quem sabe conseguimos.

Abraços.
Magna